FANDOM


Eras-canon-transp

Ataque do Ryloth Livre ao Destróier Perigo foi uma batalha ocorrida em 14 ABY no Sistema Ryloth envolvendo o Destróier Estelar classe Imperial Perigo e rebeldes do Movimento Ryloth Livre. [1]

Histórico Editar

Prelúdio Editar

Desde a época das Guerras Clônicas, os habitantes do planeta Ryloth lutam pela sua independência, após a virada para o domínio imperial, o planeta era considerado como protetorado mas a sua população era escravizada e explorada pelo Império Galáctico. Nesse cenário continuava lutando o Movimento Ryloth Livre que, em 14 ABY, viu uma oportunidade de conseguir eliminar o Senador Orn Free Taa, Darth Vader e Imperador Palpatine que foram realizar uma visita no planeta, a bordo do Destróier Estelar Perigo, para investigar justamente as insurreições. [1]

Batalha no Espaço Editar

Assim que o Destróier saiu do hiperespaço no sistema, ele começou a bater em minas que foram postas pelos rebeldes, foram levantadas por volta de trezentas minas alocadas na região. Entre essas minas estavam minas chamadas de sangradores, que eram minas que se agarravam no escudo do Destróier e sugava a energia, enfraquecendo os escudos e propiciando que a nave seja danificada.

Com o escudo desativado, as minas começaram a explodir no destróier, danificando a nave. Vader utilizando seu caça Interceptador leve Eta-2 classe Actis e dezenas de V-Wings saíram para tentar destruir as minas. Cham enviou então centenas de droides abutres modificados, um terço desses droides foi direcionado para combater os caças imperiais e o demais miravam diretamente na Perigo. Esses caças possuíam em sua estrutura centenas de bombas robôs que se fixavam e explodiam ao entrar em contato com o destróier. Apesar dos esforços das defesas do destróier e dos caças, muitas abutres bateram no destróier, deixando ele sem defesas e bem debilitado, com grandes incêndios em seu interior. [1]

Invasão Editar

Após a notificação da Perigo às forças terrestres, Belkor Dray, o braço direito da Moff Delian Mors sob chantagem de Cham Syndulla, mandou que todas as naves de reparo e de escolta, inclusive a civis, fossem enviadas para auxiliar o Destróier. Isval liderava a equipe formada por Eshgo, Drim, Crost e Faylin, essa era uma das três equipes que simularam equipes de reparo mas nada verdade era equipes que deveriam abordar o destróier e aniquilá-lo por dentro.

Isval deu o comando para que as outras equipes iniciassem o processo, ela e sua equipe foram até o local do hiperpropulsor, matando alguns Stormtroopers e técnicos. Plantou alguns explosivos no local e outras unidades já definidas iniciaram tiroteios e pequenas explosões como forma de distração. Vader, ao saber dessa atividade, mandou que as tropas matassem todas as unidades Twi'lek que estavam no destróier, sem diferenciação, foi destacado que haviam mais de cem unidades na nave.

Quando Vader descobriu sobre um tiroteio perto do hiperpropulsor ele se dirigiu direto para lá, encontrando alguns stormtroopers e técnicos mortos e alguns stormtroopers tentando abrir em uma porta lacrada. Usando seu sabre de luz, Vader conseguiu entrar no local mas verificou que os explosivos já haviam sido implantados e ordenou ao Capitão Luitt a evacuação da nave Perigo. Enquanto a evacuação ocorria, Vader perseguiu a equipe de Isval, mas eles conseguiram fugir em uma lançadora. [1]

Resultado Editar

Após a destruição da Perigo, milhares de imperiais ficaram à deriva nas proximidades da nave se aproximando do planeta Ryloth. Darth Vader e o Imperador Palpatine conseguiram fugir, assim como a equipe de Isval, onde iniciou a caçada do Ryloth Livre aos Sith. [1]

Aparições Editar

Fontes Editar

Notas e referências Editar

Em outras línguas
As seções "Aparições" e "Fontes" foram importadas e traduzidas automaticamente do artigo em inglês pela Interface de Criação de Páginas. Consulte o histórico do artigo original para identificar os autores.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.