FANDOM


Eras-canon-transp

Eras-legends2

Rebellions are built on hope
Artigos têm como base esperança!
Este artigo precisa de referências para atingir um maior padrão de qualidade.

A Casa de Organa, também conhecida como a Família Real de Alderaan, a Casa Real de Alderaan, ou simplesmente Casa Organa, era a família imediata do monarca de Alderaan. Durante os últimos anos da República Galáctica, a família compreendeu a rainha Breha Organa, que reinou sobre o planeta Alderaan por direito hereditário, e seu consorte, senador Bail Organa, do Senado Galáctico. Não tendo filhos naturais, eles se tornaram os pais adotivos da Princesa Leia Organa logo após as Guerras Clônicas. Leia, a quem sua nova família criou para incorporar os valores de Alderaan, dedicou sua vida à restauração da democracia e, portanto, se opôs ao domínio do fascismo.

Durante a Era Imperial, os Organas trabalharam em segredo para criar a Aliança pela Restauração da República enquanto fingiam lealdade ao Império Galáctico. Com a Estrela da Morte operacional, no entanto, o poder de fogo destrutivo de seu superlaser foi liberado em Alderaan, destruindo completamente o planeta junto com bilhões de alderaanianos e a monarquia. Leia, tendo sido mantida prisioneira a bordo do posto de batalha na época do desastre, era o único sobrevivente da família real.

O fim da Guerra Civil Galáctica coincidiu com o nascimento de Ben Solo, filho de Han Solo e da princesa Leia. Sob as leis que governavam as Casas dos Anciãos, Leia e Ben tinham direito aos direitos hereditários da Casa Organa, incluindo o governo de Birren. Após a destruição da Ordem Jedi de Luke Skywalker, mãe e filho lutaram um contra o outro durante a guerra fria entre a Nova República e a Primeira Ordem. Ben, cuja força com a Força veio do pai natural de Leia, o Lorde Sith Darth Vader, tornou-se um senhor da guerra da Primeira Ordem sob o nome de Kylo Ren.

Fontes Editar

Notas e referências Editar

As seções "Aparições" e "Fontes" foram importadas e traduzidas automaticamente do artigo em inglês pela Interface de Criação de Páginas. Consulte o histórico do artigo original para identificar os autores.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.