Este artigo detalha um assunto considerado cânon.

Clique aqui para ir ao artigo da Star Wars Wiki sobre a versão Legends desta página.

Rebellions are built on hope.png
Artigos têm como base esperança!
Este artigo precisa de referências para atingir um maior padrão de qualidade.

"Este dificilmente é seu planeta—não desde que você assinou suas posses para o Clã Bancário em troca de uma participação nesta nova fundição de droides."
―Senador Rush Clovis, do Clã Bancário InterGaláctico, ao senador Lott Dod, da Federação do Comércio.[fonte]

Cato Neimoidia foi um planeta no Sistema Cato Neimoidia, dentro do Setor Quellor da região das Colônias da galáxia que era um rico mundo colonial dos Neimodianos e a base de operações da Federação de Comércio. Grande parte do mundo estava coberta por um nevoeiro persistente, enquanto as cidades-ponte de Cato Neimoidia estavam suspensas acima da superfície ácida do oceano em pontes ancoradas em maciços gigantescos de arcos de rocha, sobre os quais floresciam florestas e gramados.

Descrição

Cidades-ponte de Cato Neimoidia.

Cato Neimoidia era localizado no Sistema Cato Neimoidia, no Setor Quellor da Região das Colônias. Emergindo das profundezas de seus tempestuosos oceanos ácidos, havia arcos maciços de rochas, falésias e desfiladeiros, onde as florestas e gramados do planeta coberto de neblina prosperavam.

História

"Esse negócio de Cato Neimoidia não... não conta."
―Mestre Jedi Obi-Wan Kenobi[fonte]

Durante as Guerras Clônicas, a Federação do Comércio assinou propriedades, incluindo Cato Neimoidia, ao Clã Bancário InterGaláctico em troca de um empréstimo para comprar ações em uma nova fábrica de droides. O Senador Rush Clovis, do Clã Bancário InterGaláctico, visitou Cato Neimoidia para negociar com o Senador Lott Dod da Federação do Comércio em seu palácio, acompanhado pela Senadora Padmé Amidala de Naboo, que estava investigando secretamente rumores de que o clã que apoiava a Confederação de Sistemas Independentes. Mais tarde na guerra, Anakin Skywalker e Ahsoka Tano foram enviados para ajudar a defender Cato Neimoidia dos Separatistas, mas logo após sua dramática chegada ao planeta, eles foram convocados de volta a Coruscant para investigar o bombardeio do hangar do Templo Jedi.

Em certo momento, o Mestre Jedi Obi-Wan Kenobi e Anakin Skywalker estavam envolvidos em "negócios confusos" no planeta, o que exigiu que Kenobi fosse salvo por Skywalker. Kenobi, no entanto, achava que esse resgate em particular não entrava para a contagem de Skywalker do número de vezes que ele o salvara.[5]

Nos últimos dias das Guerras Clônicas, o Mestre Jedi Plo Koon liderou o Grande Exército da República em um ataque contra a Aliança Separatista no planeta, resultando em uma vitória na República Galáctica. Após a batalha, o Chanceler Supremo Sheev Palpatine ordenou a execução da Ordem 66, forçando os companheiros de ala do General Jedi a abrir fogo contra seu caça estelar, matando-o junto com os milhares de outros Jedi em toda [a galáxia] afetados por este comando rápido.

Durante a Era do Império, o Império Galáctico manteve presença no planeta. Por volta de 10 DBY, o senhor do crime Dryden Vos possuía um armazém em Cato Neimoidia que continha itens que ele havia colecionado. 

Quase 28 anos após a Batalha de Yavin, uma corrida anual misteriosa e extremamente perigosa conhecida como Gauntlet ocorreu em Cato Neimoidia.

Habitantes

Palácio de Lott Dod em Cato Neimoidia

Cato Neimoidia foi um dos mundos-bolsa mais proeminentes colonizados pelos Neimoidianos, uma espécie rica originária do planeta Neimoidia, que controlava a maior parte das passagens de navegação interestelar através dos territórios da Orla Uma das organizações corporativas mais ricas da galáxia, Cato Neimoidia era a sede da Federação do Comércio e acabou sendo desenvolvida a ponto de ser considerada um destino mais desejável e hospitaleiro do que o mundo natal Neimoidiano. Os Neimoidianos construíram opulentas cidades-ponte que cobriam os arcos rochosos e falésias do planeta, além de palácios de jóias pertencentes aos barões da Federação do Comércio, que procuravam constantemente se unir e deslumbrar os hóspedes com exibições de hospitalidade ostensiva e vida de luxo.

Aparições

Fontes

Notas e referências

As seções "Aparições" e "Fontes" foram importadas e traduzidas automaticamente do artigo em inglês pela Interface de Criação de Páginas. Consulte o histórico do artigo original para identificar os autores.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.