FANDOM


Eras-canon-transp

Eras-legends2

Símbolo crédito da República

Os créditos, também conhecidos como créditos galácticos, eram uma forma padronizada de moeda em uso em toda a República Galáctica [1] e mais tarde por todo Império Galáctico[2]. Eles foram considerados aceitáveis como moeda na maioria dos principais planetas, embora em alguns planetas nos Territórios da Orla Exterior, como o Tatooine, alguns comerciantes os considerassem "ruins", desejando algo "mais real" em troca de seus bens.

Às vezes, eles eram chamados de "créditos da República" ou de datários da República durante a época da República Galáctica[1]. Eles eram conhecidos como créditos imperiais durante a Era do Império[3]. Durante as Guerras Clônicas, a Confederação de Sistemas Independentes emitiu seus próprios créditos da Confederação[4]. O símbolo do crédito (AurebeshSans-Serif credit1pixelspace) se assemelhava a uma letra Aurebesh R com dois cifrões verticais na parte superior.[5]

História Editar

Os créditos podem ser postos em pessoas por meio de fichas de crédito. Os créditos também podiam vir sob a forma de lingotes de crédito, que muitas vezes eram mantidos em abóbadas e transportados sob uma forte guarda. Durante a Era do Império, os cruzadores leves da classe Arquitens eram frequentemente usados ​​para esta tarefa.

Um desses comerciantes que desconfiava do valor dos créditos era Watto, que recusou a oferta de Qui-Gon Jinn de 20 mil créditos em troca de um gerador de hiperpropulsor T-14. Quando Qui-Gon tentou um truque mental para que ele aceitasse os créditos, ele respondeu que ele era um Toydariano e que os truques da mente não funcionavam com ele, apenas dinheiro.

Ao tentar garantir a passagem para Alderaan à bordo da Millennium Falcon, Obi-Wan Kenobi reforçou a Han Solo a importância de evitar "ameaças imperiais". Preocupado com o perigo, Solo pediu um preço de 10.000 créditos adiantados. Como Kenobi e Luke Skywalker não tinham muito com eles, Kenobi, em vez disso, negociou um preço inicial de 2.000 créditos com a promessa de mais 15.000 por uma chegada segura em Alderaan. Solo considerou que valeria o risco, já que ele e seu parceiro Chewbacca estavam sendo caçados por Jabba o Hutt e possuíam uma recompensa pelas suas cabeças.

Após o advento do Império Galáctico, os créditos da época da República Galáctica eventualmente se tornaram em grande parte sem valor. Os créditos do Império Galáctico tornaram-se cada vez mais inúteis após o surgimento da Nova República, resultando em a Grão Almirante Rae Sloane pagando ao caçador de recompensas Mercurial Swift "em favores devidos".

O mercenário AD-W4 considerou os créditos o maior poder e real regulador da galáxia, tanto, que ele acreditava que os créditos eram mais poderosos que um deus.

Aparições Editar

Fontes Editar

Notas e referências Editar

As seções "Aparições" e "Fontes" foram importadas e traduzidas automaticamente do artigo em inglês pela Interface de Criação de Páginas. Consulte o histórico do artigo original para identificar os autores.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.