Este artigo detalha um assunto sob a marca Legends.

O assunto deste artigo aparece na era da Ascensão do Império.O assunto deste artigo existe ou é relevante no mundo real.

"Capítulo 25" é o vigésimo quinto e episódio final da série animada de televisão Star Wars: Guerras Clônicas, e o quinta e último episódio da terceira temporada e Volume II.

Sinopse

Yoda e Mace Windu determinam a razão para o ataque separatista.

Yoda e Mace Windu continuam a cortar caminho através do exército de droides invasor em Coruscant. Eles começam a se perguntar por que uma massiva invasão não tentou atacar o Templo Jedi ou o Senado Galáctico, e percebem que a invasão é uma distração da Confederação e o real alvo é Palpatine. Windu salta a bordo de um canhoneiro da República sobrevoando, e ordena o piloto virar.

Palpatine e seus três Jedi protetores chegam a uma cápsula hover em um túnel, e Shaak Ti ordena aos outros seguirem até a casamata, enquanto ela distrai seus perseguidores. Ela ativa seu sabre de luz quando um grupo de MagnaGuardas saem da escuridão.

Em Nelvaan, Anakin Skywalker tenta combater os mutantes sem feri-los. O último mutante consegue se libertar, esmagar o tanque e rasgar as placas cibernéticas fora do peito de dois dos Nelvannianos. Anakin tem logo a idéia e corta o resto fora usando seu sabre de luz. Os meio-mutantes apontam a um cristal no meio da câmara de energia que está causando os danos ao planeta.

Enquanto Shaak Ti luta contra os MagnaGuardas, ela é separada de seu sabre de luz e quase esmagada. Mas ela consegue virar o jogo obtendo um eletrobastão e destruindo vários deles com sua nova arma. Em seguida, ela consegue recuperar seu sabre de luz e magistralmente usá-lo em conjunto com o eletrobastão.

Anakin estrangula o líder da União Tecnológica enquanto os nelvaanianos testemunham.

Os guerreiros Nelvaanianos andam furiosos através da instalação, rasgando droides de batalha distantes com as próprias mãos e libertando seus companheiros do cativeiro. Anakin pula para o topo do gerador, em seguida, chega na câmara de cristal. Gritando em agonia, ele alcança com seu braço protético a esfera de energia, usa a força para puxar o cristal de seu soquete, e depois quebra-lo em mil pedaços. O aumento de energia faz com que o gerador exploda, e Anakin pula para a segurança, cmo seu braço destruído. Os guerreiros Nelvaanianos chegam na superfície do planeta, onde os droides de batalha de espera são destruídos com a era de gelo do planeta chegando ao fim. Um furioso Skywalker escala até a superfície, onde ele mata os cientistas da União Tecnológica tentando fugir em sua nave. Vendo o braço de Anakin devastado, os mutantes Nelvaanianos o adoram como "holt kezed" - "mão fantasma", seu salvador, e em solidariedade rasgam as armas implantadas em seus próprios braços. Anakin e os Nelvaanianos regressam à aldeia. As mulheres ficam primeiro horrorizadas com os mutantes, mas quando uma criança reconhece seu pai, os laços familiares são restaurados.

Em Coruscant, Foul Moudama e Roron Corobb conseguem levar Palpatine ao seu bunker seguro. Uma vez trancados lá dentro, eles percebem que General Grievous está junto a eles, e os dois Jedi saltam na frente para defender seu líder, que segue aparentemente despreocupado com o perigo, para as sombras. Quando Moudama e Corobb conseguem segurar Grievous com seus sabres, os braços dele se dividem em quatro. Seus dois braços extras em seguida, pegam os restantes dois sabres de luz em sua cintura, e Grievous avança.

Shaak Ti continua a lutar contra os MagnaGuadas de Grievous, mas quando os droides se retiram de repente, ela percebe que eles estavam a mantendo ocupada enquanto Grievous atingia os outros. Como ela corre com a Força para o bunker, Grievous acaba com os outros dois Jedi, antes de virar e ameaçar Palpatine. Palpatine calmamente responde que Grievous não ousaria machucá-lo, por medo da ira de seu mestre. Grievous responde venenosamente que Palpatine tem sorte, ele o quer vivo.

Mace Windu usa esmagamento da Força em Grievous.

Só então, Shaak Ti chega. Horrorizada ao ver os corpos de seus companheiros, ela ataca Grievous. Grievous facilmente agarra a Jedi esgotada pela garganta, alivia-a de seu sabre de luz, e ativa os cabos que saiam de seu punho, anunciando que ele tem outros planos para ela.

Os droides de Grievous abrem fogo no caça com Mace Windu a bordo. Windu salta para a segurança, e quando Grievous ativa seus quatro sabres de luz, Windu usa a Força para comprimir as placas no peito protegendo os órgãos do General. Grievous se vira e foge a bordo, tossindo furiosamente. Windu tenta saltar depois que a nave decola, mas os tiros de blasters da nave o obriga a defender-se, assim, roubando-lhe o poder do salto, e a nave segue para o espaço. Ele corre para o bunker para encontrar os dois Jedi mortos, com Shaak Ti amarrada ao teto, devastada por sua incapacidade de proteger o chanceler.

A batalha espacial de Coruscant.

R2-D2 está ajudando a reparar o braço de Anakin, quando uma mensagem urgente é recebido de Mace Windu em Coruscant, o planeta está sob cerco e o Chanceler foi raptado. Eles devem retornar imediatamente e tentar resgatar Palpatine. Enquanto Anakin ordena o cruzador seguir pro hiperespaço, a Batalha de Coruscant continua em todo o planeta-cidade...

Elenco

Aparições

Nos bastidores

Os eventos vistos no final deste episódio ocorrem cronologicamente só minutos antes dos observados no início de Star Wars Episódio III: A Vingança dos Sith.

O LAAT / I que Mace Windu pula estranhamente tem uma arma revólver bem na frente do cockpit.

Todos os droides abutres são marrons em vez de azul e cinza.

Wiki.png Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Star Wars Wiki expandindo-o.
Considere marcar um esboço mais específico.
Death-star-2.jpg Esse artigo está em construção.

O autor deve estar treinando seus poderes de Jedi.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.