FANDOM


Eras-canon2-transp

Eras-legends

30px-Era-imp30px-Era-reb30px-Era-new30px-Era-njo30px-Era-leg30px-GoodIcon

O Cruzador leve classe Carraca, também conhecido como Canhoneira classe Carraca, era um cruzador implantado pela Marinha da República ao longo da era era final da República Galáctica e foi destaque nas Guerras Clônicas.

Mais tarde foi um importante complemento para a Marinha Imperial, embora só tivessem 350 metros de comprimento, os pequenos cruzadores de combate estavam fortemente armados e tinha uma velocidade que se igualava a dos Caças estelares X-wing.

A classe Carraca era um substituto barato para as naves capitais caras e não foi projetado para operar como as naves de linha, apesar de ser capaz de trocar fogo com adversários maiores.

CaracterísticasEditar

Carrak Cruiser Size

Um cruzador classe Carraca mostrado em escala com um Destróier Estelar classe Imperial (1,600m)

Duas configurações de armas eram conhecidas para esta classe: um com dez turbolasers pesados e vinte canhões lasers projetados para se defender contra caças e mísseis, e cinco projetores de raio trator, e uma versão alternativa que substituía os lasers por canhões de íons. Em qualquer versão, o Carraca foi fortemente armado para seu tamanho, uma característica que, juntamente com sua impressionante velocidade e capacidade de manobra, o fez uma nave de guerra altamente versátil. Um grupo de Carracas poderia derrotar uma nave dez vezes maior que um Carraca individual.[4]

Em adição, a capacidade de sobrevivência do projeto foi aumentada por dispositivos de segurança embutidos no casco para reforçar a carcaça e fornecer proteção extra para a tripulação. Anteparas blindadas e um desenho compartimentado fizeram o Carraca resistente para seu tamanho, e estes foram combinados com sistemas de suporte a vida independentes em diferentes seções do casco para diminuir os perigos de aberturas no casco. Mesmo quando Carracas foram reduzidos a carcaças espalhadas, foi de maneira nenhuma incomum para as equipes de salvamento encontrar sobreviventes ilesos dentro dos destroços.[5][6]

Carrack esquemas

Esquemas do Carraca

No entanto, o pequeno tamanho da nave, especialmente quando combinado com equipamentos de reforço e de segurança adicional, significava que não havia espaço disponível para um hangar interno. A Marinha Imperial rebateu essa fraqueza com a adição de ganchos externos que seguravam até cinco caças TIE para uso em tarefas de reconhecimento de curto-alcance, escolta ou de tarefas de correios.

Os controles da nave também eram simples e automatizadas o suficiente para que duas pessoas pudessem operar a nave, embora em circunstâncias normais, eles levavam uma tripulação de 1.092 e um pequeno contingente do exército de 142 soldados.

HistóriaEditar

Carrack cruiser

Os motores de um cruzador leve classe Carraca.

Durante as Guerras Clônicas, ele serviu como escoltas de ataque rápido para naves grandes como o Cruzador pesado classe Couraçado. Um grupo de Carracas comandados por Lorth Needa junto com outras naves da República ajudaram a derrubar a nave almirante da Confederação Mão Invisível na Batalha de Coruscant.

Ao longo do tempo, o aumento de Destróieres Estelares como nave estelar dominante da Marinha Imperial viu um realinhamento estratégico da classe Carraca. Pares de cruzadores leves foram designados como naves de patrulha em sistemas de zonas mais calmas do espaço Imperial, onde ha falta de caças era menos importante. Embora não fosse um equivalente para a maioria das grandes naves de guerra, um Carraca em espaço aberto podia correr mais do que a maioria das ameaças que não pudiam se afastar, e ele também foi rápido e forte o suficiente para atravessar uma frota de bloqueio. Alguns foram atribuídos como transportes pessoais para dignitários Imperiais importantes.

Outros naves desta classe foram colocadas para usos mais esotéricos. Em 5 DBY, durante uma campanha para exterminar a raça Oswaft, o Império bloqueou a entrada da nébula em forma de saco ThonBoka com quinhentas naves capitais (principalmente cruzadores Carraca modificadas para contaminar o "plâncton interestelar" à deriva dentro da nebulosa), com a intenção de privar toda a raça Oswaft em extinção. Felizmente para os Oswaft, a trama Imperial foi frustada com a chegada de Lando Calrissian e Vuffi Raa.

Talvez um dos melhores exemplos da capacidade da classe Carraca veio com a Invasão de Bankura em 4 DBY. Como o único cruzador no sistema Bakuran, a nave Imperial Dominante foi o alvo principal da frota invasora Ssi-Ruuvi, que danificava a nave fortemente. Em uma demonstração de resistência da classe, a nave permaneceu nominalmente operacional, apesar de grandes danos, e tornou-se uma pedra angular da nova Frota de Defesa Bakuran logo depois.

Nos anos após a Batalha de Endor, os comandantes Imperiais como Zsinj, Thrawn e Josef Grunger implantava-los em linhas de frente em batalhas de suas forças de rastreio primário cruzadores classe Strike em batalhas como Tralus e Sluis Van.

ApariçõesEditar

Carrack bridge

A ponte de um cruzador leve classe Carraca

FontesEditar

Notas e referênciasEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.