FANDOM


Eras-canon2-transp

Eras-legends

YodaCG Mestre Qui-Gon, mais a dizer tem?

Este artigo ou seção precisa ser expandido.
Por favor, atualize este artigo adicionando as informações faltantes. Você também pode checar a página de discussão desta página. Remova esta mensagem quando terminar.

Nova Plympto era um planeta terrestre e temperado, situado na região dos Mundos do Núcleo, povoado por Nosaurianos. Foi descoberto e colonizado por Corellianos em 10.019 ABY, apesar de a Ordem Jedi aparentemente ter tido contato com o planeta desde, ao menos, 25.000 ABY, utilizando a população nativa como potenciais recrutas. O planeta também foi a casa do piloto de corrida de Pods Clegg Holdfast. Sua capital era a cidade de Phemiss.

HistóriaEditar

Antes das Guerras Clônicas, Nova Plympto era bem vinda na República Galactica como uma fonte de ovos rikknit, o principal produto de exportação dos Nosaurianos. No entanto, foram negados de ter representação no Senado Galáctico, causando, eventualmente, um grau acentuado de alienação. Em pouco tempo, o mercado de ovos rikknit evaporou-se e Nova Plympto foi, para todos os efeitos, abandonado pelos interesses comerciais.

Com o início das Guerras Clônicas, a Confederacão dos Sistemas Independentes recrutou Nova Plympto à sua causa, com a promessa de revitalizar o mercado de ovos rikknit e reconstruir a economia do planeta. O mestre Jedi Dass Jennir liderou um batalhão de clone troopers em Nova Plympto contra os rebeldes Nosaurianos. Mas Jennir procurou refúgio comos rebeldes após suas tropas receberem a Ordem 66. O Hajial Chase, um antigo trecho de floresta com 400 km de extensão em Phemiss e os bosques circundantes serviram como refúgio para renegados Nosuarianos.

Após as Guerras Clônicas, Nova Plympto tornou-se, contra sua vontade, um planeta do Império. A resistência foi rapidamente e facilmente desarticulada pelos novos comandantes imperiais dos nosaurianos. Um governador imperial comandava o planeta a partir de uma instalação na Lua Karsten, onde cientistas corporativistas conduziam experimentos para sintetizar uma droga chamada ji rikknit de algumas espécies rikknit capturadas, embora o melhor resultado tenha sido um narcótico inferior com efeitos colaterais nocivos.

O planeta continuou sob o domínio do Império até a queda deste e o surgimento da Nova República.

Antes dos Yuuzhan Vong assumirem o controle do planeta, Nova Plympto tinha uma população de cerca de quinze milhões de indivíduos vivendo em sua superfície. Quando os Vong atacaram, um movimento de resistência sob a liderança de Numa Rar foi formado. Os Vongs ficaram cansados da feroz resistência do planeta e utilizaram uma arma biológica em Nova Plympto, matando sete milhões na superfície e intoxicando seu solo e muitos de seus recursos naturais, os sobreviventes que viveram pelos próximos anos no tuneis subterraneos de Plympto se tornaram criaturas deformadas e selvagens antes serem extintos pela escassez de alimentos. O planeta tornou-se inabitável.

Após a guerra, o planeta foi declarado como um memorial, junto com outros mundos como Ithor e Barab I.

ApariçõesEditar

FontesEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.