FANDOM


Eras-canon2-transp

Eras-legends

Ryloth, também conhecido como Twi'lek e Twi'lek Prime, foi a áspera e rochosa terra natal dos Twi'leks, um mundo localizado nos Territórios da Orla Exterior no trajeto Corelliano e formava a extremidade do Corredor do Vento da Morte. Um lado do planeta perpetuamente enfrentou o sol e o outro permaneceu na escuridão, um fenômeno que era conhecido como bloqueio de maré. O lado iluminado ficou conhecido como as Terras Resplandecentes e ao lado não iluminado ficou conhecido como as Terras obscuras.

Descrição Editar

Ryloth, o segundo planeta do Sistema Ryloth, foi um seco e rochoso mundo de desertos, cordilheiras com picos cobertos de névoa, vales sombrios, e tinha pouco ou nenhuma superfície aquosa, exceto alguns treechos de água congelada no lado obscuro. Possuía uma fina, mas respirável camada atmosférica. O planeta era órbitado por cinco Luas, que ocasionavam sutis efeitos das marés no núcleo líquido do planeta e mananciais subterrâneos.

HeatStorm

Twi'leks exilados fugindo de uma tempestade de calor em 3.986 ABY.

Por causa de seu incomum período de rotação dia/noite, as condições atmosféricas na superfície de Ryloth eram caracterizadas por ventos extremamente elevados (chegando a 500 km por hora) coroendo a superfície e esculpindo a paisagem, além de explosões imprevisíveis de calor chamadas tempestades de calor, que poderiam chegar a 300 graus centígrados. As tempestades de calor mais extremas, às vezes, atravessaram o limite de iluminação e alcançaram milhas subterrâneas, tornando cavernas próximas à superfície temporariamente inabitáveis, antes de, eventualmente, desaparecer no lado obscuro do planeta.

Ao longo do limite de iluminação extende-se uma fina fronteira habitável, um reino de penumbra entre os dois extremos. Junto a esta estreita faixa estavam as séries de cavernas e as cidades subterrâneas dos Twi'leks, bloqueadas com portas de elevadas espessuras e pontes levadiças para manter afastados os monstros pervesos que rondavam as Terras Resplandecentes, especialmente os lyleks.

Os Jardins da Pedra Flutuante de Ryloth eram uma maravilha natural e atração turística, bem conhecidos em toda a Orla Exterior, onde os ventos sopravam forte entre os túneis, fazendo pedras flutuarem suavemente pelo ar. Ao longo dos anos os jardins se encheram com pedras raras e deslumbrantes. Os visitantes puderam reorganizar as pedras ao seu agrado, mas foram encorajados a buscar um sentido nas formações naturais.

Kala'uun foi uma cidade permanentemente localizada dentro da Cordilheira da Quina Solitária, ostentando um grande Porto Espacial em seu subsolo.

Tak Este artigo é um esboço de um planeta ou lua. Você pode ajudar a Star Wars Wiki expandindo-o.


O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.