FANDOM


Eras-canon-transp

Lothal foi um planeta localizado no Sistema Lothal na Orla Exterior. Durante os primeiros anos do Império Galáctico, Lothal estava em mau estado econômico e convidou o Império a dominar as indústrias do planeta com a promessa de prosperidade e segurança. Embora muitas pessoas dissessem que o Império traria destruição, os que pregavam novos empregos e prosperidade exigiram legalmente. Por volta de  5 ABY, Lothal tornou-se o local de refúgio dos Espectros, uma pequena célula rebelde que operava a partir da espaçonave Fantasma. Depois de atormentar as forças imperiais e interromper suas atividades por pelo menos um ano, os Espectros acabaram atraindo a atenção de Grão Moff Wilhuff Tarkin e de Darth Vader, que tentaram, sem sucesso, eliminar esses rebeldes. Vader até impôs um bloqueio ao planeta, mas os Espectros conseguiram escapar e se juntar à rebelião maior.

Uma revolta na prisão imperial levou à fuga de vários prisioneiros, incluindo o ex-governador Ryder Azadi, que começaria outra célula rebelde em Lothal. O bloqueio imperial causaria severas dificuldades e levou a princesa Leia Organa a executar uma missão de misericórdia a Lothal. No entanto, essa missão era um truque para as Organas entregarem naves à rebelião. Em 2 ABY, a rebelião em andamento levou o sucessor de Azadi, Arihnda Pryce, a convidar o Grande Almirante Thrawn e sua Sétima Frota para estabelecer uma presença em Lothal. Os esforços da célula rebelde de Ryder para sabotar veículos imperiais no Complexo Imperial de Armas da Cidade Capital chamaram a atenção de Thrawn.

Por volta de 1 ABY, o planeta estava sob forte bloqueio e ocupação imperiais, com seu ambiente outrora primitivo arruinado e à beira do colapso. Quase todos os traços de recursos naturais foram arrancados do planeta. Com incêndios espalhados por toda parte, a poluição extrema que cobria o planeta era visível da sua órbita. Embora houvesse bolsões de resistência, o planeta estava em geral sob controle imperial e aqueles que permaneceram e não haviam se juntado voluntariamente ao Império foram pressionados a se juntar ou simplesmente foram mortos. No entanto, um grupo heterogêneo de rebeldes  conduzidos pelos Espectros liderou uma atitude ousada que eliminou completamente a presença imperial em Lothal e em seus arredores. Por um tempo, os cidadãos do planeta viveram com a preocupação de que o Império tentasse recuperá-lo, mas o Império agora estava quebrado pela ameaça da Aliança pela Restauração da República. Isso permitiu que o planeta fosse restaurado à sua antiga glória até o final da Guerra Civil Galáctica.

Descrição

Jhothal

Paisagem de Lothal.

O sistema Lothal estava localizado na fronteira da Orla Exterior e ficava a vários minutos do planeta Garel via viagens no hiperespaço. O setor Lothal como um todo estava localizado no "nordeste" da galáxia, na extremidade extrema da Orla Exterior, na fronteira com o Setor Calamari (conhecido por conter Mon Cala).

Lothal era principalmente terrestre, conhecido por suas planícies gramadas, florestas de ávores-espinho, terras agrícolas, longas e baixas montanhas e mares rasos de água doce. O planeta também tinha pântanos, que diziam que abrigava fogo-fátuos. Sua fauna notável incluía os gato-loth e os lobos-loth. Na Era Imperial, acreditava-se que os lobos-loth estavam extintos, mas podiam se manifestar em indivíduos sensíveis à Força. Eles estavam conectados ao planeta através da Força e Kanan os considerava mensageiros avisando-os de que o Império estava fazendo algo "malévolo" ao planeta. 

Além do centro administrativo e metropolitano da Cidade Capital, Lothal era escassamente povoado; outras cidades agrícolas estavam localizadas em meio às planícies e formações rochosas em todo o planeta. Notáveis pináculos cônicos pontuavam os céus das planícies de Lothal, variando em altura e frequentemente encontrados em grandes aglomerados. Sabe-se que Lothal também contém vários tipos de minerais preciosos, incluindo escassos cristais de kyber.

O Império Galáctico estabeleceu várias fábricas e minas que poluíram e danificaram grande parte do ambiente natural anteriormente intocado do planeta. Os negócios imperiais até atrapalharam o clima variado do planeta, que já havia trazido maravilhas naturais, como trovoadas rolando sobre suas montanhas e o som do vento. Mesmo aqueles que apenas conheciam o Império ainda sentiam falta de coisas como o cheiro de flores de jogan desde que o Império destruiu muitos pomares para abrir caminho para as minas. Em 1 ABY, grande parte da superfície do planeta havia sido minerada para colher minerais para o Império. O planeta também foi poluído por fábricas imperiais. Lothal também tinha um hemisfério sul coberto de planícies gramadas. Pessoas e animais poderiam usar uma rede de cavernas e túneis para viajar do hemisfério norte ao sul.

 

Sociedade e Economia

Lothal under siege

Cidade Capital sob domínio imperial

Antes da chegada do Império Galáctico, Lothal era governado por um órgão legislativo baseado no Edifício da Cidade Capital de Lothal.  Sob o domínio imperial, Lothal era governado por um governador que comandava as forças armadas e os assuntos políticos do planeta. Vários anos antes da Batalha de Yavin , Lothal foi governado por Ryder Azadi , até ser preso por traição. Arihnda Pryce tornou-se governador  e foi apoiado por vários ministros, incluindo o ministro Maketh Tua e o vice-ministro assistente Sarkos . Lothal também abrigou vários departamentos do governo imperial, incluindo o Ministério da Agricultura , o Coletivo Agrícola Imperial , o Ministério dos Transportes , o Ministério da Segurança , o Ministério da Educação e uma guarnição militar imperial considerável. Os pilotos de Lothal poderiam encontrar trabalho em aviões fumegadores antes de se mudar para outras carreiras voadoras por toda a galáxia.</p>

Operações industriais imperiais conhecidas, incluindo várias minas em Westhills, fábricas da Sistemas de Frota Sienar, e um laboratório de armas BlasTech em Easthills, perto da capital. Lothal foi escolhido por várias corporações imperiais como base, uma vez que o planeta fornecia bastante espaço aberto para testar novas naves espaciais e armas. Essas fábricas forneciam empregos para muitos cidadãos de Lothal. Sob o domínio imperial, as comunidades agrícolas anteriormente auto-suficientes de Lothal foram deslocadas quando o Instituto Imperial de Mineração despejou os agricultores para escavar suas terras em busca de depósitos de metal. As comunicações de Lothal com a galáxia foram tratadas por um Centro Imperial de Comunicações, perto da cidade de Jalath.

Histórico

Rebellions are built on hope
Artigos têm como base esperança!
Este artigo precisa de referências para atingir um maior padrão de qualidade.

História Antiga

Jedi Temple on Lothal

Templo Jedi

Nos tempos antigos, a Ordem Jedi descobriu uma vergência em meio à tundra no norte de Lothal. Estabelecendo um Templo Jedi escondido sob a superfície do planeta, a entrada só podia ser exposta através do uso da Força. De acordo com o Calendário de Lothal, o planeta foi povoado pelo menos 3245 anos antes da ascensão de Sheev Palpatine à posição de Supremo Chanceler da República Galáctica.

Colonização

Estabelecido por fazendeiros e agricultores como um mundo agrícola, Lothal teve uma história inicial pouco notável. À medida que Lothal se estabeleceu como um ecossistema sustentável para a agricultura, mais e mais imigrantes treinados como técnicos e eperários reuniram-se no planeta para apoiar as necessidades da comunidade agrícola. À medida que as colônias cresciam exponencialmente, os colonos estabeleceram a capital no local do maior porto marítimo do planeta. À medida que a população crescia, a prosperidade de Lothal se apoderou do mundo.

Guerras Clônicas

Devido à localização de Lothal ser longe de qualquer hiperlinha proeminente, o planeta nunca se tornou um destino para viajantes galácticos e, portanto, foi ignorado em tempos de guerra. Quando as Guerras Clônicas eclodiram em toda a galáxia, Lothal evitou a invasão, mas sofreu uma seca severa e uma praga que varreu os rebanhos de gado que pastavam em Lothal. Quando as colheitas morreram e rebanhos inteiros de pereceram, a economia de Lothal começou a falhar quando o comércio de importação/exportação desacelerou. Pedindo ajuda ao Senado Galáctico da República Galáctica, o governo Lothaliano foi constantemente refutado, pois o Senado estava mais preocupado com o esforço de guerra. Quando o Império Galáctico substituiu a República, Lothal mais uma vez solicitou assistência do Senado Imperial e ficou aliviado ao obter uma confirmação de que um auxílio imperial seria enviado ao planeta. O Império estava interessado em Lothal, pois parecia ser um ótimo local para um posto avançado; assim, uma equipe de pesquisa foi despachada e, a princípio, não descobriu nada de valor, exceto vastas plantações. No entanto, à medida que a equipe de pesquisa investigava, eles descobriram extensos materiais de construção de naves sob a superfície, juntamente com a valiosa descoberta de cristais kyber . Uma semana após a descoberta, instalações de mineração e fábricas de dróides foram enviadas, juntamente com uma guarnição imperial, e o governo planetário procurou manter a soberania.

Ocupação Imperial

O Império mudou drasticamente a aparência da Capital, despejando grandes quantidades de pessoas e demolindo edifícios existentes para abrir caminho para estruturas em estilo imperial, e da noite para o dia, grandes setores da cidade foram despovoados. Essas ações foram recebidas com protestos em massa, que resultaram em prisões e repressão em larga escala, permitindo ao Império consolidar sua liderança e, eventualmente, estabelecer um governo. O que começou como um simples empréstimo de créditos e suprimentos rapidamente se tornou uma ocupação total. O Império logo começou a saquear os minerais de Lothal sem levar em conta as pessoas, e o meio ambiente ficou poluído, os céus se tornaram nublados e os rios foram preenchidos com resíduos de fábricas.

À medida que a missão do Império em Lothal se tornava cada vez mais aparente, os cidadãos ficaram cada vez mais chateados e inquietos com as drásticas mudanças negativas em Lothal, que acabaram levando indivíduos e grupos a resistir ao Império, apenas para serem derrotados. Um dos primeiros revolucionários foi Ephraim e Mira Bridger , que transmitiram mensagens de rebelião e esperança. Apesar de serem secretamente apoiados por vários funcionários do governo de alto nível, os Bridgers acabaram sendo presos e encarcerados.

Ascensão da Governadora Pryce

ArihndaPryce

A governadora Pryce presidiu a imperialização de Lothal.

Durante o início da Era Imperial, o corrupto governador Ryder Azadi tentou forçar Arihnda Pryce a permitir que ele comprasse uma participação de controle na empresa de sua família Mineração Pryce. Depois que o governador Azadi acusou sua mãe Elainye Pryce de apropriação indevição, Pryce procurou o senador Domus Renking para obter ajuda. O senador Renking concordou em ajudar em troca dos Pryces darem ao Império uma participação controladora em suas minas. Como suborno, o senador Renking encontrou empregos para os pais de Pryce nas minas de Batonn. A própria Pryce encontrou trabalho nos serviços de assistência cidadã do senador Renking em Coruscant.

Depois de expor as atividades ilegais do Grupo de Defesa dos Céus Altos e de Moff Ghadi, Pryce convenceu Grão Moff Wilhuff Tarkin a dar-lhe o governo de Lothal, como vingança contra Azadi  por forçar seus pais a sair de suas minas. Azadi já havia sofrido a ira do Império, por apoiar transmissões rebeldes feitas por Efraim e Mira Bridger. Depois que Azadi foi removido do cargo e preso por traição, Pryce foi nomeada Governadora em exercício e passou um ano em Coruscant aprendendo as habilidades de seu novo emprego antes de assumir totalmente o governo e retornar a Lothal. Ao chegar, ela liquidou a Pryce Mining depois de saber que o senador Renking havia esgotado as reservas de doônio da mina.

Mais tarde, a governadora Pryce pressionou para que Lothal hospedasse instalações da Marinha Imperial naquela região da Orla Exterior. A oferta de Lothal enfrentou a concorrência do governador Sanz de Kintoni. Pryce então convenceu seu senador rival Renking a "persuadir" o governador Sanz a retirar sua oferta. Renking foi posteriormente preso por suborno, consolidando a base de poder da governadora Pryce em Lothal. Devido aos esforços de Pryce, Lothal venceu a tentativa de hospedar as instalações navais imperiais expandidas, transformando o planeta em um centro imperial naquela região. Como governadora, Pryce supervisionou a expansão da indústria imperial, da mineração e da presença militar em Lothal.

Aparições

Fontes

Notas e referências

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.