FANDOM


Eras-canon-transp

A rebelião em Akiva foi uma revolta da população, apoiada pela Nova República de Akiva contra o Sátrapa da cidade e os imperiais que estavam se reunindo em seu palácio. [1]

Histórico Editar

PrelúdioEditar

Akiva era um planeta dos Territórios da Orla Exterior que, apesar de não ter uma constante presença imperial, sempre foi explorada pelo Império Galáctico através dos governadores locais, os Sátrapas, que cobravam os impostos e impunham as regras no planeta.

Com a destruição da Estrela da Morte II, a Nova República começou a se organizar e criou um novo Senado Galáctico estabelecido em Chandrilla. Enquanto Wedge Antilles estava buscando na Orla Exterior por presença imperial, ele foi capturado pelo Destróier Estelar Vigilância. Wedge auto-destruiu a sua nave, a Rover e tentou fugir mas, ao realizar um pedido de socorro, ele foi capturado pela Almirante Rae Sloane.

Enquanto isso, Norra Wexley, uma piloto que participou da Batalha de Endor, amiga de Wedge, chegou ao planeta Akiva com o objetivo de buscar seu filho: Temmin Wexley. Após encontrar Temmin em sua loja que antes havia sido a residência da família Wexley.

Jas Emari é uma caçadora de recompensas que está na cidade em busca de um figurão do Império Galáctico denominado Arsin Crassus. Mas encontrou um encontro de imperiais dentro do palácio do Sátrapa Isstra Dirus, mas foi atacada por uma Lançadeira T-4a classe Lambda pilotada por Rae Sloane que chegava ao encontro.

Sinjir Rath Velus foi um ex Agente de Lealdade Imperial que, após a Batalha de Endor, se vestiu com as roupas de um rebelde morto e fugiu da lua Endor, se escondendo em Akiva. Ao perceber o crescente movimento imperial na cidade, ele preferiu fugir do planeta, procurando um criminoso da região, Surat Nuat, para auxiliá-lo nessa fuga. [1]

Conselho do Futuro Imperial Editar

Rae Sloane organizou uma reunião com os principais representantes do Império no planeta Akiva, que foi chamado de Conselho do Futuro Imperial, o objetivo desse conselho era de determinar qual seria o futuro do Império, já que o Imperador estava morto.

Participaram dessa reunião: Rae Sloane, uma almirante da frota, Arsin Crassus - um banqueiro e escravagista, Jylia Shale - uma das mais antigas personalidades do Império e umas das melhores estrategistas, Valco Pandion - Um autoproclamado Grão Moff e Yupe Tashu - Um antigo conselheiro do Imperador eo Sátrapa Isstra Dirus, que foi o antitrião desse evento. [1]

Formação da EquipeEditar

Temmim tempos antes roubou os remanescentes de uma nave que caiu nas proximidades da cidade de Myrra, esse equipamento roubado pertencia ao criminoso Surat Nuat. Surat então enviou três de seus capangas Herf, Toomata Wree e Makarial Gravin com o objetivo de coletar os equipamentos roubados e ensinar uma lição a Temmim, mas foram derrotados por Senhor Ossudo, um dróide B1 de Temmim e por Norra que fugiram do local.

Surat então foi até a loja de Temmim mas só encontrou Jas Emari dormindo no local, pois precisava de peças para sua arma. Surat a reconheceu e prendeu a caçadora pois ela era procurada pelo Império Galáctico e possuía uma boa recompensa. Chegando no bar que realizava sua atividades criminosas O Alcazar, Surat encontrou Sinjir em sua procura que reconheceu a caçadora e tentou comprá-la, mas foi preso também quando identificado como um imperial fugitivo.

Quando ambos estavam presos no calabouço de Surat, Jas conseguiu fugir do cativeiro e levou Sinjir junto com ela. No momento que estavam saindo do bar, viram que Temmim tinha sido pego por um dos capangas de Surat, eles atacaram o capanga e conseguiram libertar o memino e todos se esconderam na casa de Temmim e Norra.

Quando Norra descobriu do objetivo de Sinjir e Jas de entrar no palácio do Satrapa ela embarcou nessa missão com o objetivo de buscar Wedge que estava preso pelo Império. [1]

Inicio da Rebelião Editar

Singir e Temmin conseguiram se infiltrar na Estação de Comunicações de Myrra e, após derrotar a guarnição, fizeram uma transmissão via holonet para toda a população de Myrra. Essa transmissão mostrava um menino sendo morto por um imperial (a cena foi uma encenação entre Sinjir e Temmin), logo depois, a mensagem da Princesa Leia Organa.

Após a transmissão, dois Caça TIE começaram a atacar o prédio, que foi parcialmente destruído até que Norra Wexley pilotando outro TIE, destruiu ambos os caças e jogou seu TIE dentro do palácio do Sátrapa, destruindo três transportes dos imperiais, restando apenas o transporte de Padion, a Harpa Dourada que estava no espaço. Enquanto isso, a população que viu a transmissão começou a se juntar na parte de fora do palácio. [1]

Captura do Grupo Editar

O grupo de Norra se junta para tentar invadir o palácio pelo subterrâneo, após passar pelos subterrâneos foram capturados por Sloane e levados juntos com os imperiais fugitivos na Harpa Dourada. [1]

Batalha no Espaço Editar

Após a prisão de Wedge, a Nova República enviou mais dois A-Wings que foram destruídos assim que chegaram à Akiva, foi enviada o Cruzador Estelar classe Carraca Oculus que, através de um Dróide Sonda Víbora verificou o movimento de cruzadores na localidade, obtendo autorização do conselho para atacar com uma frotilha.

Com a chegada da Frota da Nova República em Akiva, os três Destróier Estelar classe Imperial Ascenção, Repressão e Vigilância estavam posicionados para a batalha. A comandante Kyrsta Agate das forças da Nova Repúbica, comandou a uma força com a Fragata Solspiro e mais quatro naves.

O resultado da batalha foi a destruição dos Destróiers Vigilância e Ascenção. Os imperiais Valco e Arsin foram mortos, Tashu e Shale foram capturados pela Nova República e Rae Sloane conseguiu fugir após seu transporte se auto-destruir. [1]

Notas e Referências Editar

Em outras línguas
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.