FANDOM


Eras-canon-transp

30px-Era-real

"Às vezes até a menor das dúvidas pode abalar a maior das crenças."
―Moral[fonte]

"Sabotage" é o décimo sétimo episódio da quinta temporada da série de televisão Star Wars: The Clone Wars. Ele estreou em 28 de Maio de 2013.

Descrição oficialEditar

"Anakin e Ahsoka investigam um mortal bombardeio no Templo Jedi."[1]

Resumo da tramaEditar

Episódio 17
Sabotage
Invasão! O planeta Cato Neimoidia
está sob ataque Separatista. Anakin
Skywalker e sua Padawan, Ahsoka
Tano, correm ao resgate enquanto
lideram um esquadrão de caças para
o planeta abaixo....

Anakin Skywalker e Ahsoka Tano são enviados a uma batalha a Cato Neimoidia pelo Alto Conselho Jedi para resgatar o mundo de uma invasão dos Separatistas. O caça estelar de Anakin é atacado por droides abutre, que danificam severamente a nave. Anakin é desacordado por um poderoso choque de seu caça danificado deixando R2-D2 no controle da nave. Ahsoka instrui R2-D2 a pousar a nave enquanto ela resgata o Anakin.

Eta Anakin Sabotage

O interceptador de Anakin é sabotado pelos droides abutre.

Pouco depois eles são contactados por Yoda, chamando-os de volta ao Templo Jedi para investigar um bombardeio. Suspeitava-se que um Jedi teria causado a explosão, então Anakin e Ahsoka, por estarem fora do planeta na hora, foram escolhidos para liderar a investigação. Eles são ajudados pelo droide Russo-ISC em sua investigação e juntos ele e Tano vão entrevistar os sobreviventes da explosão. Lá eles encontram um provável suspeito, Jackar Bowmani.

Anakin encontra a esposa de Bowmani, Letta Turmond, num protesto fora do templo. Ela declara que seu marido não pode ter tido nada a ver com a explosão. Enquanto analisavam a explosão, eles descobrem a origem da detonação, um transporte, e descobrem que ele está coberto de nano-droides explosivos. Eles também conseguem encontrar a mão de Jackar, a única parte dele que sobreviveu à explosão. Nano-droides são encontrados em sua corrente sanguínea, levando-os a crer que "ele era a bomba".

Juntos, Anakin e Ahsoka vão até sua casa em busca de mais nano-droides, encontrando-os na comida. Ao suspeitar que alguém alimentou os droides a Jackar, eles são interrompidos por Letta. Eles decidem levá-la de volta ao templo para mais questionamentos, suspeitando que ela pode ter a dizer do que está lhes contando.

No entanto, Letta corre deles e os dois Jedi a seguem, perseguindo-a pelas ruas. Finalmente eles a encurralam num beco. Ambos Jedi agora acreditam que ela foi a responsável pela explosão e ante a raiva de Anakin ela admite. Os Jedi a levam de volta ao templo. Embora ainda sem saber os motivos, eles pretendem questioná-la mais a fundo.

De volta ao Templo Jedi, Russo informa Anakin e Ahsoka que sua investigação confirma que nenhum Jedi esteve envolvido na explosão. Mace Windu diz sua opinião que a razão por trás do bombardeio era virar o sentimento do público contra os Jedi e as Guerras Clônicas. Anakin e Ahsoka discutem seus próprios temores que um Jedi pudesse ter sido o perpetrador; Anakin relembra que embora possam haver Jedi que desapontem, o maior número de Jedi lutando pelo que é certo vai contrabalancear isso.

Nos bastidoresEditar

O episódio foi nomeado em homenagem ao filme de Alfred Hitchcock de 1936 Sabotage (O marido era o culpado).[4] Todos os quatro episódios do arco de fato foram nomeados em favor de várias narrativas de Hitchcock.[5]

A afirmação de Anakin Skywalker a Ahsoka Tano, "Eu temo que um possa se tornar o outro", foi em referência a traições passadas aos Jedi por idealistas políticos, incluindo o Conde Dookan e o General Pong Krell da quarta temporada.[5]

As características e nome de Russo-ISC aludem ao papel de David Caruso na série de drama criminal CSI: Miami.[5]

A canhoneira que leva o Capitão Rex a Cato Neimoidia era a Lekku Sortudo.[5]

Os guardas vistos no templo durante a conversa de Anakin com Cin Drallig, chamados de Guardas do Templo, foram confirmados a fazer mais aparições através do arco.[5]

As placas entre os grupos que protestavam no templo incluíam um clone trooper atrás de um sinal de cancelamento, e frases em Aurebesh que dizem "Os Jedi são Corruptos" e "Parem de Clonar Violência".[5]

Aparições Editar

Por tipo [Esconder]
Personagens Criaturas Modelos de Dróides Eventos Lugares
Organizações e títulos Espécies Veículos e naves Armas e tecnologia Miscelânea

Notas e referências Editar

[Esconder][Fonte]


As seções "Aparições" e "Fontes" foram importadas e traduzidas automaticamente do artigo em inglês pela Interface de Criação de Páginas. Consulte o histórico do artigo original para identificar os autores.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.