Este artigo detalha um assunto considerado cânon.

Clique aqui para ir ao artigo da Star Wars Wiki sobre a versão Legends desta página.

"Mais uma vez, os Sith governarão a galáxia, e todos nós teremos paz."
Darth Sidious para Darth Vader — (audio)Ouça (arquivo)[fonte]

Os Sith, coletivamente chamados de Ordem Sith, eram uma ordem de usuários da Força que se utilizavam do lado sombrio da Força para ganhar poder pela galáxia. Os Sith eram antigos inimigos da Ordem Jedi e lutaram inúmeras guerras contra a Ordem por milhares de anos.

Os Sith permaneceram escondidos por um milênio até a ascensão de Darth Sidious e Darth Maul em 32 ABY. Sidious, treinado por Darth Plagueis, escondeu-se à vista de todos como o senador Sheev Palpatine de Naboo. Orquestrando o bloqueio e a invasão de seu planeta natal pela Federação do Comércio, Sidious fez com que o Senado Galáctico o elegesse para o cargo de Chanceler Supremo. Toda a sua chancelaria abrangeria os anos finais da República. Na próxima década, Sidious plantou as sementes do descontentamento dentro da população galáctica com a ajuda de seu novo aprendiz, o ex-Mestre Jedi Conde Dookan, que adotou o nome de Darth Tyranus e se tornou a face pública do Movimento Independente por Autonomia. A Crise Separatista culminou com a formação da Confederação de Sistemas Independentes e a criação do Exército Droide Separatista que, por sua vez, obrigou o Senado a apoiar o estabelecimento do Grande Exército da República.

As Guerras Clônicas começaram com a Primeira Batalha de Geonosis em 22 ABY, após a qual exércitos inteiros de droides de batalha e soldados clones se posicionaram pela galáxia, tornando a guerra e a devastação um lugar comum pela primeira vez desde a formação da República. Nos meses finais das Guerras Clônicas, Sidious sacrificou Tyranus como parte de sua trama para transformar Anakin Skywalker, o Escolhido profetizado da Ordem Jedi, para o lado sombrio. Brincando com o medo de Skywalker de perder sua esposa, a senadora Padmé Amidala, Palpatine revelou sua verdadeira identidade enquanto afirmava que o lado sombrio era o caminho para a imortalidade. Membros do Alto Conselho Jedi, tendo aprendido com o relatório de Skywalker que o chanceler era, na verdade, um Lorde Sith, tentaram prender Palpatine, mas o chanceler resistiu. Dividido entre sua fé nos Jedi e o destino que previu para sua esposa, Skywalker escolheu os Sith ao trair Mace Windu, permitindo que Sidious matasse o campeão da Ordem Jedi.

Usando o incidente no escritório do chanceler para incriminar a Ordem Jedi por traição, Sidious declarou que a Ordem 66 estava em vigor, marcando todos os Jedi como inimigos do estado. A programação dos soldados clones os virou contra seus generais Jedi, que foram traídos e executados em toda a galáxia. Com a maioria da ordem sendo vítima do Purgo Jedi, Sidious anunciou a criação de um novo regime, transformando a República no Primeiro Império Galáctico em 19 ABY. Com o ex-Anakin Skywalker, renomeado como Darth Vader, ao seu lado, a ascensão do autoproclamado Imperador Galáctico ao poder foi completa, e os Sith foram restaurados ao domínio após séculos de conspiração.

O controle Sith da galáxia permaneceu relativamente incontestado por uma geração até o nascimento da Aliança pela Restauração da República que, por sua vez, levou à Guerra Civil Galáctica em 0 ABY. O Imperador, tendo sentido um distúrbio na Força, descobriu que o filho perdido de seu aprendiz, Luke Skywalker, estava treinando para se tornar um Jedi. Ciente do potencial que Luke herdou de seu pai, o Imperador previu a possibilidade de sua própria destruição, mas resolveu levar o jovem para o lado sombrio como fez com Vader. Durante a Batalha de Endor em 4 DBY, o Imperador forçou pai e filho a um duelo, que terminou com Luke desarmando Vader. No entanto, ele confundiu o Imperador com sua recusa em tomar o lugar de Vader como o próximo aprendiz de Sidious. Sabendo que ele havia perdido Luke para os Jedi, o Imperador começou a torturar Luke com torrentes de raios da Força. Naquele momento, Vader, movido pela compaixão de seu filho por ele, escolheu salvar Luke, matando seu mestre.

A morte de Darth Vader, que sucumbiu aos ferimentos, marcou o fim dos Sith, trazendo equilíbrio à Força. Ainda assim, enquanto a profecia do Escolhido predisse a destruição dos Sith, ela nunca previu o fim do lado negro. Aproximadamente trinta anos após a última batalha na Guerra Civil Galáctica, a Primeira Ordem emergiu das Regiões Desconhecidas, buscando recuperar o legado do Império derrubando a Nova República. Neste momento, uma nova geração de seguidores do lado sombrioo surgiu; o Supremo Líder Snoke e seu aprendiz das trevas Kylo Ren, que era o neto do falecido Darth Vader, comandaram os exércitos da Primeira Ordem, bem como os Cavaleiros de Ren. No final das contas, Ren conseguiu o trono de Snoke durante a guerra contra a Resistência. Como o novo Líder Supremo, ele prometeu forjar uma nova ordem galáctica destruindo os legados dos Sith e Jedi.

Sem o conhecimento de Ren, entretanto, Snoke era na verdade apenas uma criação e ferramenta de um Darth Sidious renascido. Apoiado pelos cultistas da Eternidade Sith em Exegol, o lendário mundo oculto dos Sith, Sidious anunciou seu retorno à galáxia e revelou a Ordem Final. A saída de Sidious do esconderijo resultou em uma batalha final desesperada com a Resistência, que viu a a Jedi Rey junto com um redimido Ben Solo se juntando para destruir Sidious, evitando o renascimento dos Sith.

Filosofia

"Raiva e dor são naturais e parte do crescimento. Te dão foco. Te fortalecem."
―Darth Vader[fonte]

O Sith se concentraram em emoções primitivas como raiva e dor para ganhar poder do lado sombrio da Força. Eles seguiram um código que era a antítese do Código Jedi. O código Sith insistia na importância da rejeição da paz.

Paz é uma mentira, só existe paixão.
Através da paixão, ganho força.
Através da força, ganho poder.
Através do poder, ganho a vitória.
Através da vitória, minhas correntes se rompem.
A Força me libertará.
Eras-canon.png Este artigo é um esboço canônico. Você pode ajudar a Star Wars Wiki expandindo-o.

Aparições

Aparições não-canônicas

Fontes

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.